Bem-Vindos à AdCL
800 
     23 23 30

Miranda do Corvo

Infraestruturas
Investimentos
Acionistas

Infraestruturas

ABASTECIMENTO DE ÁGUA

A exploração “em alta” do Serviço de Abastecimento de Água no concelho de Miranda do Corvo é da responsabilidade da Águas do Centro Litoral.

A AdCL capta e trata na estação de Tratamento de Água (ETA) da Boavista e entrega uma água em qualidade e quantidade, através de 23 reservatórios e 43 pontos de entrega, às empresas em “baixa”, neste caso à Câmara Municipal, para distribuir aos consumidores.

ETA da Boavista

O Subsistema de Abastecimento de Água da Boavista engloba sete empreitadas: Complexo da Boavista (ETA da Boavista e captações); Extensão ao Sector Nascente; e os Sistemas Adutores Norte, Sul, Central 1, Central 2 e Nascente 2, num investimento total de cerca de 50 milhões de euros, co-financiado em 53% pelo Fundo de Coesão da União Europeia.

Este Subsistema envolveu a reconstrução da ETA da Boavista, e vem reforçar a garantia de abastecimento de água em qualidade e quantidade através de 37 reservatórios, 13 estações elevatórias e 145 km de condutas.

O Subsistema de Abastecimento de Água da Boavista serve os municípios de Coimbra, Condeixa-a-Nova, Lousã, Mealhada, Miranda-do-Corvo e Penela.

Complexo da Boavista e Extensão ao Sector Nascente (Lote A)

Este Lote A serve os municípios de Coimbra, Miranda do Corvo, Mealhada, Condeixa-a-Nova, Lousã e Penela. O projeto previu a construção de infraestruturas de modo a servir uma população de 250 mil habitantes, com capacidade para tratar 1,5 m3 de água por segundo (129.600 m3/dia).

Entre as várias infraestruturas a construir, esteve a nova ETA da Boavista, um Reservatório de 15 mil m3 (Reservatório da Boavista), duas Estações Elevatórias e 6 km de condutas adutoras.

O valor deste projeto ascendeu aos 15 milhões de euros, e é cofinanciado pelo Fundo de Coesão da União Europeia em 53%.

Complexo da Boavista e Extensão ao Sector Nascente (Lote B)

Este Lote B serve os municípios de Miranda do Corvo e as freguesias de Ceira e Torres do Mondego (Município de Coimbra). Incluiu duas Estações Elevatórias, cinco Reservatórios e 20 km de condutas adutoras, desde o Pinhal de Marrocos (Coimbra) até ao município de Miranda do Corvo. Estas infraestruturas permitem servir 25 mil pessoas.

O valor deste projeto representou cerca de 8,5 milhões de euros, cofinanciado pelo Fundo de Coesão da União Europeia em 53%.

Sistema Adutor da Boavista - Nascente 2

Este Sistema serve as freguesias de Serpins, Vilarinho, Casal de Ermio, Foz de Arouce e Lousã, (município da Lousã); de Rio Vide e Lamas (município de Miranda do Corvo); e serve também o Sistema da Louçainha, nomeadamente as freguesias de Santa Eufémia, São Miguel, Podentes, Rabaçal, Cumeeira, Espinhal (Município de Penela).

O Sistema Adutor da Boavista - Nascente 2 inclui 20,7 km de condutas adutoras e equipamento afim, bem como a construção de três Reservatórios e uma Estação Elevatória.

TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS 

As águas residuais do município de Miranda do Corvo são encaminhadas, através de três (3) estações elevatórias e tratadas em quatro (4) estações de tratamento de águas residuais (ETAR), nomeadamente Cabouco, Miranda do Corvo, Pisão/ Cerejeiras e Semide/ Poisão.

 

ETAR de Miranda do Corvo

Investimentos

Sem investimentos no município.

Fique atento às novidades e notícias, subscreva a nossa newsletter
NEWSLETTER
PROJETOS COFINANCIADOS PELA UE:  
© 2020, Águas do Centro Litoral, S.A. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por MAGO
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram