Bem-Vindos à AdCL
800 
     23 23 30

AdCL integra 3 subsistemas de abastecimento existentes

2020-04-08

Está em curso empreitada de reabilitação das infraestruturas existente em Vila Cova de Alva, Alqueve e Pomares que visam garantir água de qualidade e quantidade

A AdCL iniciou a empreitada de integração de três (3) subsistemas de abastecimento de água (SAA), em Arganil, nomeadamente o de Vila Cova de Alva, o de Alqueve e o de Pomares, cujo objetivo é a reabilitação das infraestruturas existentes. Esta empreitada representa um valor total de perto de 2,75 milhões de euros e tem um prazo de execução de 545 dias.

  • Subsistema de abastecimento de Água de Vila Cova de Alva

O subsistema de Vila Cova de Alva é composto, atualmente, por uma captação/estação elevatória, uma conduta elevatória de água bruta, uma ETA e um reservatório de água tratada, apresentando todas estas infraestruturas um elevado estado de degradação e falta de capacidade de captação de água.

No âmbito desta empreitada, serão, assim, reabilitados o poço de captação e respetivos grupos elevatórios, ampliada a capacidade da captação através de novos drenos, substituída a conduta elevatória (cerca de 1 700m de comprimento) de água bruta, reconfigurada a ETA e reabilitado o reservatório.

A ETA, dimensionada para um caudal de ponta de 24L/s, ficará preparada para fornecer uma qualidade de água tratada, capaz de obedecer aos valores definidos no Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto, relativa à qualidade das águas destinadas para consumo humano.

O novo subsistema de água estará preparado para servir as povoações atualmente atendidas, nomeadamente a totalidade da União das Freguesias de Vila Cova de Alva e Anceriz, parte da União das Freguesias de Coja e Barril do Alva, da Freguesia de Benfeita e da União das Freguesias de Cerdeira e Moura da Serra, todas do Município de Arganil assim como uma pequena povoação da Freguesia de Lourosa, Concelho de Oliveira do Hospital, representando um total de 2.850 habitantes, no ano horizonte (30 anos). O volume a fornecer será em média, no horizonte de projeto, de 1.500 m3/d.

  • SAA Alqueve

O subsistema de Alqueve é composto por uma captação/estação elevatória, uma conduta elevatória, uma mina e uma nascente e respetiva conduta. Todas as condutas entregam num único reservatório municipal. O tratamento atual neste subsistema resume-se à adição de cloro diretamente no poço de captação ou à saída da mina. Também este SAA apresenta um estado de degradação intermédio e uma reduzida eficiência/fiabilidade de tratamento da água bruta.

No âmbito desta empreitada, será reabilitada a captação, construída uma nova ETA e duas novas condutas elevatórias de água tratada, ampliando a cobertura do SAA.

A ETA, atualmente dimensionada para um caudal de ponta de 6,9L/s, ficará preparada para fornecer uma água de qualidade, respeitando o Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto.

A ETA terá duas estações elevatórias, uma eleva para o Reservatório de Alqueve e a outra para o reservatório de Folques. A conduta elevatória para o primeiro reservatório será integralmente substituída (cerca de 2 500m) e será criada uma nova conduta para o segundo (com cerca de 1 600m).

Este subsistema irá abastecer as povoações de parte da União das Freguesias de Coja e Barril do Alva e das Freguesias de Folques e Arganil, todas do Município de Arganil, representando, no ano horizonte (30 anos), cerca de 685 habitantes. O volume a fornecer será em média, no ano horizonte de projeto, de 260m 3/d.

  • SAA Pomares

O subsistema de Pomares é composto por uma captação/estação elevatória, uma conduta elevatória, e uma ETA.

O tratamento atual neste subsistema é realizado através de cascata, leitos de brita e desinfeção. Globalmente este SAA apresenta um estado de degradação intermédio nas suas infraestruturas.

No âmbito desta empreitada, será reabilitada a captação e reconfigurada a ETA.

A ETA existente, dimensionada para um caudal de ponta de 2,8L/s, ficará também preparada para fornecer uma qualidade de água tratada, capaz de obedecer aos valores definidos no Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto.

A ETA entregará a água graviticamente para o reservatório Municipal.

O subsistema de Pomares servirá as povoações atualmente atendidas, isto é, a maioria da Freguesia de Pomares do Município de Arganil, representando, no ano horizonte (30 anos), um total de 490 habitantes. O volume a fornecer será em média, no horizonte de projeto, de 95m3/d.

A empreitada foi adjudicada ao consórcio constituído pelas empresas AMBIÁGUA – Gestão de Equipamentos de Água, S.A. e Alberto Couto Alves, S.A.., cuja fiscalização fica a cargo da Ambiglobal – Prestação de Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Lda..

Fique atento às novidades e notícias, subscreva a nossa newsletter
NEWSLETTER
PROJETOS COFINANCIADOS PELA UE:  
© 2020, Águas do Centro Litoral, S.A. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por MAGO
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram