ETAR de Cacia cumpre regras ambientais de descarga


undefined
No seguimento da notícia dehoje, divulgando um estudo da Associação Zero que refere a ETAR de Cacia, em Aveiro, como uma das cinco estações de tratamento de águas residuais (ETAR) mais poluentes de Portugal, a Águas do Centro Litoral garante que a ETAR de Cacia cumpre todas as regras ambientais de descarga.

A ETAR de Cacia cumpre os parâmetros estabelecidos por lei, definidos na respetiva licença de descarga, prova disso são os resultados das análises realizadas periodicamente. De acordo com últimos boletins analíticos, de agosto, a ETAR registou os seguintes valores:

 Parâmetro  Resultado  Un.  Valor Limite
 pH  7,7 Esc. Sorensen
6 - 9
 CBO5  5
 mgl/L  25
 CQO  76  mg/L  125
 SST  10  mg/L  60

A ETAR de Cacia, tais como as outras estações de tratamento de águas residuais da AdCL, são unidades de despoluição, essenciais à revalorização e aproveitamento dos recursos hídricos e à qualidade de vida das populações.

A Associação analisou dados reunidos pela Agência Europeia do Ambiente (EEA na sigla em inglês) para as instalações em Portugal e fez dois "rankings" com 10 posições - um para a poluição do ar e outro para a poluição da água. Na avaliação correspondente aos recursos hídricos avaliou informação de 56 instalações e 27 poluentes e concluiu que "são acima de tudo de estações de tratamento de águas residuais e em primeiro lugar está a ETAR de Matosinhos [Porto], em segundo a de Alcântara, em Lisboa, em terceiro a de Ribeira de Moinhos, em Sines, que recebe muitos efluentes industriais, em quarto a ex-Sanest (hoje EPAL/ AdLVT), na Costa do Estoril, e em quinto lugar a ETAR Norte (ETAR de Cacia), do sistema da ex-SIMRIA (hoje AdCL), em Aveiro". De referir, que nesta avaliação apenas são consideradas as ETAR que tratam os efluentes de uma população superior a 100 mil de habitantes.


Publicado a: 26 de Agosto de 2016