AdCL apoia Movimento Eco - Empresas Contra os Fogos



undefined

O Grupo Águas de Portugal e a Águas do Centro Litoral associaram-se, mais uma vez, ao Movimento ECO através dos respetivos canais de comunicação, das mensagens de sensibilização relativas aos comportamentos de risco e na promoção de ações específicas em prol da defesa do património florestal do país.

O Movimento ECO surgiu em 2007 com o objetivo de sensibilizar a opinião pública para os comportamentos de risco e envolver a sociedade civil e empresarial na prevenção e combate aos incêndios florestais.

O Grupo Águas de Portugal aderiu ao Movimento Eco, tendo subscrito os respetivos Protocolos de Cooperação, atualmente firmados com o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas e a Autoridade Nacional de Proteção Civil. Estas entidades, sob a tutela de órgãos governamentais, têm um papel crucial na coordenação e execução da política de prevenção e combate aos incêndios florestais.

É fundamental recordar que a floresta é um importante recurso natural de Portugal, ocupando 35% do seu território e gerando cerca de 2.1% do PIB, sendo ainda responsável por 10% das exportações nacionais. A floresta portuguesa desempenha, assim, um papel essencial na economia e no desenvolvimento sustentável do país. Por isso, os incêndios florestais são a maior ameaça à sustentabilidade da nossa floresta, pelo que é muito importante chamar a atenção das populações para as suas causas e a melhor forma de prevenção deste fenómeno. É neste sentido que o Movimento ECO realiza uma campanha de verão com o slogan “Portugal sem fogos depende de todos”.

Para consultar mais informações e vídeos do Movimento ECO, clique aqui

Junte-se a nós e tenha sempre presente que a maioria dos incêndios começa com um ato negligente.

Assim sendo, neste verão, na floresta:
  • Não faça fogueiras.
  • Não lance foguetes.
  • Não atire cigarros para o chão.

Em caso de incêndio ligue o 112. Portugal sem fogos depende de todos.


Publicado a: 31 de Julho de 2017